Operação Batismo: Grande Apreensão na Residência da Deputada Lucinha

Ação conjunta da PF e MP Estadual resulta na apreensão de dinheiro, armas e dispositivos eletrônicos em investigação de vínculos com milícia no Rio

Na manhã desta segunda-feira (18), uma operação significativa realizada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Estadual culminou na apreensão de R$ 148 mil, duas armas de fogo, além de diversos dispositivos eletrônicos na residência da deputada estadual Lucinha (PSD), localizada no Rio de Janeiro. A operação, nomeada “Batismo”, é um passo importante na investigação que apura a suposta relação da parlamentar com grupos milicianos atuantes na zona oeste da capital.

Os agentes federais, em um esforço coordenado, também recolheram pen drives, notebooks, documentos, e um computador do gabinete da deputada. A operação contou com a participação ativa de 40 policiais federais e a execução de oito mandados de busca e apreensão em diversos bairros da zona oeste, incluindo Campo Grande, Santa Cruz e Inhoaíba.

Lucinha, alvo da investigação, foi conduzida à Superintendência da Polícia Federal, no centro da cidade, onde prestou depoimento na presença de seu advogado.

Paralelamente, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) emitiu uma decisão determinando o afastamento imediato da deputada de suas funções legislativas, intensificando o impacto político e jurídico do caso.

Esta ação é um desdobramento da “Operação Dinastia”, iniciada em 2022, com o foco na captura de membros da milícia liderada por Luís Antônio Braga, conhecido como Zinho, um dos criminosos mais procurados do estado. Investigações da PF indicam que Lucinha e sua assessora estariam envolvidas em articulações políticas para favorecer os interesses milicianos em órgãos públicos. A deputada, referida como “madrinha” pelos líderes do grupo, enfrenta acusações graves de colaboração com a criminalidade organizada.

Em um episódio recente, em outubro do ano corrente, Lucinha foi sequestrada e levada para a comunidade Villa Kennedy, sendo liberada no mesmo dia, um acontecimento que adiciona complexidade ao caso.

Até o momento, a deputada não emitiu um pronunciamento oficial sobre as acusações e a recente apreensão. A equipe de comunicação da parlamentar foi procurada, e o espaço permanece aberto para sua manifestação sobre os acontecimentos.

Everton Yahu

Escreve para o ZSShares diariamente, trazendo notícias sobre política, economia, tecnologia e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

error: O conteúdo está protegido.