Vini Jr é acolhido na África após ataques racistas

Apesar de receber ataques constantes, Vini Jr continua brilhando no futebol e recebeu um honroso acolhimento na África.

A princípio, Vini Jr está lidando com uma forte perseguição racista na Europa, especificamente na Espanha.

Mesmo assim, ele segue ignorando os ataques racistas e segue com um futebol impecável, impressionando até mesmo os adversários.

Por fim, acompanhe agora tudo sobre a chegada de Vini Jr na África.

A recepção marroquina

Em Rabat, capital de Marrocos localizada no norte da África, Vini Jr foi recebido com muita festa e alegria por parte dos torcedores.

Os torcedores de ambas torcidas gritavam seu nome e o aplaudiam sempre que ele tocava a bola.

Sempre que o jogador Vinicius tocava a bola a “festa” começava, a motivação foi tanta que o jogador não aguentou e se emocionou.

Para pagar a torcida pelo apoio, Vini deu seu máximo na partida, marcando um golaço aos 42 minutos do primeiro tempo.

Vini Jr é inspiração na África

Embora na europa o jovem Vini sofra com os cruéis ataques, na África ele é visto como um rei.

Durante uma entrevista, um africano de 24 anos chamado Ahmed Al-Sabah explicou o porquê Vini é atacado.

“O Vinícius sofre preconceito porque é como nós. Ele é negro e latino. Nós somos africanos e também sofremos preconceito. Para alguns é difícil aceitar quando um de nós faz sucesso pelo seu talento” – Ahmed Al-Sabah.

Em poucas palavras, Ahmed Al-Sabah disse que Vini Jr recebe ataques por ser um negro bem sucedido.

A covardia europeia

Inicialmente os ataques ao jogador não pareciam ir muito longe, porém, as coisas tomaram um rumo doloroso.

Basicamente, o jogador começou a receber ataques em suas redes sociais constantemente, nos estádios o mesmo se repetia.

Diversas ofensas eram aplicadas ao jogador que na maioria das vezes simplesmente as ignora.

Porém, mesmo assim a covardia passou a tomar conta dos jogos, em 2022 o jovem de apenas 22 anos teve que lidar com uma grande pressão psicológica.

Em uma partida do Real contra o Valladolid, os torcedores começaram a imitar macaco quando jogador tocava a bola, além disso, gritavam diversas vezes o termo “negro de merda”.

O pronunciamento de Vinicius Junior

Embora prefira se manter neutro na maioria das vezes, em 2022 o jogador teve que reagir para se defender.

Entretanto, não fez uso de força física para expressar sua revolta com a situação.

A princípio, Vini usou suas redes sociais para falar sobre sua insatisfação com a decadência dos torcedores na Europa.

Em seu Instagram ele postou o seguinte:

“Os racistas seguem indo aos estádios e assistindo ao maior clube do mundo de perto e a LaLiga segue sem fazer nada… Seguirei de cabeça erguida e comemorando as minhas vitórias e do Madrid. No final a culpa é MINHA” – Vini Jr.

Ou seja, Vini disse que apesar de o racismo se enquadrar como crime, os racistas seguem indo aos estádios como se nada tivesse acontecido.

Além disso, Vini também diz que segue com seu futebol, talento e comemora cada nova vitória.

Conclusão

Infelizmente esse crime é transparente no mundo todo, embora não deixe feridas na pele as sequelas sempre ficam na cabeça.

Ainda bem que existem torcidas como a de Marrocos para darem o respeito devido ao Vini Jr, um dos melhores jogadores da atualidade.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

error: O conteúdo está protegido.