Ghosting em monitores: o que é e como resolver?

O ghosting é um efeito comum em monitores LCD, incluindo os populares IPS, onde a imagem aparece quase duplicada, especialmente em cenas de movimento rápido.

Isso pode ser causado por um tempo de resposta mais longo dessas telas em comparação com telas OLED, por exemplo.

Desse modo, o ghosting pode afetar significativamente a experiência de jogo ou até mesmo interação com a tela, dependendo da intensidade com que o problema ocorre..

No entanto, existem algumas maneiras de diminuir ou evitar o ghosting, incluindo ajustes nas configurações de tela, como aumentar a taxa de atualização ou diminuir a luminosidade.

Além disso, alguns monitores possuem recursos específicos para reduzir o ghosting, como o overdrive.

Portanto, se você quer saber o que é ghosting e como resolvê-lo, continue a leitura deste artigo.

Afinal, o que é ghosting?

O ghosting no monitor ocorre quando o tempo de resposta da tela é longo, fazendo com que os pixels levem um tempo maior para mudar de uma cor para outra, gerando assim um artefato de imagem.

O ghosting no monitor ocorre quando o tempo de resposta da tela é longo, fazendo com que os pixels levem um tempo maior para mudar de uma cor para outra, gerando assim um artefato de imagem.

Desse modo, o ghosting é percebido como um rastro de movimentação nos objetos em cena, semelhante ao efeito motion blur usado em alguns jogos para indicar quando o personagem está desorientado ou tonto.

O nome ghosting vem da palavra inglesa “ghost” que significa fantasma, devido a aparência de uma imagem fantasma atrás da imagem principal.

No entanto, é importante notar que esse efeito é diferente do “burn-in”, que é quando uma imagem fixa fica gravada na tela por um longo período de tempo, e o ghosting geralmente some em milisegundos.

Apesar de não causar danos permanentes no monitor, o ghosting ainda pode afetar a experiência do usuário, especialmente em jogos competitivos, jogos de tiro FPS ou ao assistir cenas rápidas, podendo causar enjoo em algumas pessoas.

O que causa o ghosting?

Como mencionado anteriormente, o ghosting no monitor é causado por um atraso entre o sinal enviado e o que é exibido na tela, geralmente medido em milissegundos.

Além disso, existem outras causas que podem contribuir para esse efeito, como:

  • Cabos de baixa qualidade, conexões soltas ou danificadas.
  • Falta de atualização dos drivers de vídeo.
  • Interferências de outros dispositivos eletrônicos.
  • Configurações incorretas do monitor.

Entretanto, a causa mais comum é o tempo de resposta elevado dos monitores, especialmente os painéis LED e LCD, com valores acima de 30ms. Já os monitores OLED tem tempo de resposta muito baixo, e é raro que ocorra ghosting.

Nesse caso, é que devido ao tempo de resposta alto, quando a imagem é atualizada, há um atraso para que ela acompanhe o sinal recebido e forme a imagem na tela, o que acaba resultando em uma imagem desfocada ou duplicada.

Por isso, ao comprar o monitor é importante prestar atenção nessa especificação para evitar essa situação.

Como saber se meu monitor tem ghosting?

test ufo

Existe uma forma de verificar se o seu monitor está sofrendo com o efeito de ghosting, através do teste UFO Motion Test.

Ao realizar o teste, é importante manter o mouse imóvel, pois qualquer movimentação pode causar problemas no seu navegador.

No entanto, se o seu monitor apresenta ghosting, você poderá observar que o OVNI do teste apresenta cores distorcidas e deixa um rastro na tela.

Nesse caso, o próprio teste informa se o monitor está com o problema ou não, através de uma mensagem final, se estiver tudo certo a mensagem aparecerá verde com a palavra READY, caso contrário a mensagem será alaranjada.

Qual a solução para o ghosting?

Existem várias razões para o ghosting no monitor, então o primeiro passo é verificar se o cabo do monitor está conectado corretamente e em boas condições.

Outra solução pode ser ativar a função antighosting, que pode ser encontrada com nomes diferentes dependendo da marca.

Por exemplo, a BenQ possui a AMA (Advanced Motion Acceleration), enquanto a ASUS tem a Trace Free.

Além disso, é importante verificar se os drivers da placa de vídeo estão atualizados e se não há nenhum dispositivo próximo que possa causar interferência.

Entretanto, se nenhuma dessas soluções funcionar, pode ser necessário trocar por um monitor mais moderno.

Portanto, ao comprar um novo monitor, é importante verificar se ele tem baixo input lag, taxa de atualização alta e tempo de resposta baixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

error: O conteúdo está protegido.