Lançamento da Nova Carteira de Identidade Nacional: Uma Revolução na Identificação dos Brasileiros

O CPF como Número Único e a Tecnologia a Favor da Segurança

O Brasil dá um grande passo na modernização dos documentos de identidade com a introdução da Carteira de Identidade Nacional (CIN), já disponibilizada em 23 estados e no Distrito Federal. Esse avanço representa um marco importante na padronização e segurança dos dados dos cidadãos.

CPF: O Número que Une o Brasil

O uso do CPF como número único de identificação nacional é uma das principais inovações do novo documento. Essa medida visa unificar os registros de identificação, facilitando processos governamentais e reduzindo significativamente as possibilidades de fraude. O Governo Federal enfatiza que essa mudança tem como objetivos primordiais aprimorar os registros nacionais e fortalecer a segurança na identificação dos brasileiros. Cidadãos brasileiros têm até o ano de 2032 para realizar a substituição do RG tradicional pela nova CIN. A emissão do documento, seja primeira via ou renovação, não terá custo para o cidadão, respeitando a validade determinada para cada faixa etária: 5 anos para menores de 12 anos, 10 anos para pessoas entre 12 e 60 anos, e validade indeterminada para cidadãos acima de 60 anos. Desde o início de 2023, mais de três milhões de CINs foram emitidas, mostrando uma rápida adesão ao novo sistema em grande parte do país. No entanto, estados como Roraima, Amapá e Bahia ainda estão em fase de implementação.

Processo de Emissão e Regularização

Para obter a CIN, é essencial que o CPF do cidadão esteja regular junto à Receita Federal. Órgãos como a Polícia Civil e o Detran são responsáveis pela emissão do documento, que passará por rigorosos processos de validações biográficas e biométricas antes de ser concedido ao cidadão. A nova CIN vem equipada com recursos de segurança avançados, como um QR Code integrado, que permite a verificação rápida da autenticidade do documento, e a Machine Readable Zone (MRZ), um código internacional utilizado em passaportes, habilitando a CIN para uso em viagens internacionais, conforme acordos entre países. Além disso, a carteira conta com uma versão digital, acessível através do aplicativo GOV.BR, oferecendo maior comodidade e garantindo que o cidadão esteja sempre com sua identificação.

Impacto nas Políticas Públicas e no Dia a Dia do Cidadão

O Governo Federal ressalta que a nova CIN trará maior eficiência no acesso a políticas públicas. Com a integração dos dados, serviços como agendamentos no SUS, benefícios sociais e registros no INSS serão agilizados, facilitando a vida dos brasileiros tanto em serviços online quanto presenciais. Algumas das características inovadoras da CIN são as seguintes:
  • Número único de identificação nacional: CPF;
  • QR Code para autenticação e segurança;
  • Código MRZ, viabilizando seu uso em viagens internacionais;
  • Confecção em policarbonato, garantindo maior durabilidade;
  • Disponibilidade de versão digital através do aplicativo GOV.BR;
  • Validação e aceitação em todo o território nacional.
A introdução da Carteira de Identidade Nacional marca uma nova era na identificação dos brasileiros, unindo tecnologia, segurança e praticidade. Esse avanço tecnológico é um passo significativo na modernização dos serviços públicos e na garantia de uma identificação mais segura e eficiente para todos os cidadãos.

Everton Yahu

Escreve para o ZSShares diariamente, trazendo notícias sobre política, economia, tecnologia e finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

error: O conteúdo está protegido.